188° DIA: UMA MENSAGEM DE NATAL (NO MAIS PURO JEITO COACH DE SER)

Mensagem de Natal - Crise dos 30

Enviei essa mensagem de Natal especialmente para meus coachees noite passada, mas não resisti: quis compartilhar com você leitor do Crise dos 30 também!

***

2015 foi um ano especial na minha vida. Cheio de altos e baixos, com mais dificuldades e obstáculos do que eu jamais poderia imaginar. Um ano marcado pela perda de muitas pessoas importantes na minha família, inclusive da minha querida avó, meses antes da minha chegada ao Brasil (onde eu passaria, pela primeira vez em cinco anos, a virada do ano junto com ela).

Foram momentos difíceis, e em todos eles eu estava longe das pessoas que eu mais amo, me sentindo muitas vezes solitária e infeliz, tentando encontrar justificativa pra continuar lutando pelos meus sonhos num país tão longe daqui. Por outro lado, esse mesmo ano foi marcado também por muitos aprendizados, desafios e conquistas, e também por muita reflexão.

Um desses aprendizados foi crucial para que eu chegasse ao final de um ano difícil e pudesse hoje dizer à você, com toda a sinceridade, que o saldo do meu 2015 é muito, mas muito positivo! Um tempo atrás eu aprendi, através do meu primeiro processo de coaching (onde eu fui a coachee) uma frase que mudaria toda a minha vida:

“ONDE COLOCAMOS NOSSO FOCO É O QUE FLORESCE”

Foi essa frase que me fez, em cada momento de tristeza, desespero e desesperança de 2015, me atentar ao fato de que eu tinha uma escolha: o que eu quero que floresça em minha vida? A tristeza ou a felicidade? A depressão ou a alegria de viver? Os meus problemas ou as minhas conquistas?

Cada obstáculo foi uma oportunidade de treinar o meu foco, então invés de focar em tudo o que estava dando errado (problemas financeiros, ter que entregar minha casa, vir ao Brasil com bem menos dinheiro do que eu esperava) eu optei por enxergar nisso tudo a oportunidade que eu precisava pra me reinventar e, mais que isso, pra colocar à prova tudo aquilo que eu achava que estava preparada pra viver. Pra colocar em cheque um estilo de vida com bem menos estabilidade financeira do que eu jamais estive acostumada. Não adiantava brigar nem me revoltar com os acontecimentos que saíram fora do planejado: eu tinha que transformar os tais limões em limonada.

E foi isso que eu fiz. Eu mudei meu foco e é por isso – e somente por isso – que meu 2015 está terminando de forma leve e suave.

E o que eu levo comigo? Lembranças lindas desse ano desafiador (desafiador sim, ruim não!)

Mensagem de Natal - Crise dos 30Pra você, eu faço apenas uma pergunta: O QUE É QUE VOCÊ QUER VER FLORESCER NA SUA VIDA EM 2016?

O que quer que seja, não espere 2015 acabar pra mudar seu foco. Ainda temos 7 dias pelas frente! O que é que você vai começar a plantar agora pra colher em 2016?

Pra te ajudar a “trocar as lentes”, vou te sugerir um exercício (lembra que eu te falei que não ia te deixar esquecer do seu processo de coaching nessas férias?). Te convido a fazer, junto comigo, uma lista de ao menos 20 (sim, 20!) coisas pelas quais você é grata que aconteceram em 2015. Quais foram os momentos mais positivamente marcantes em sua vida nesse ano?

Já pegou seu papel e caneta? Então mãos à obra!

Pensa que acabou? Não acabou, não… Eu quero te propor também mais um pequeno exercício: sabe aquela situação difícil que você viveu esse ano? A mais difícil delas, aquela que teve todo o potencial pra te enlouquecer, fazer desistir, chorar, desesperar. Feche seus olhos e pense nela. Pense naquele momento e em tudo o que você sentiu, ou talvez ainda sinta. Agora responda: o que essa situação te trouxe de bom? De que forma você pode transformar essa experiência em algo positivo, que você vai levar junto de você nesse novo ano?

Parece difícil demais? Te convido então a parar, desacelerar, se permitir. Não desista de buscar enxergar o outro lado da moeda. Como dizia Viktor Frankl, um psiquiatra austríaco sobrevivente do holocausto, nenhuma situação trás em si o bom ou o mau, o positivo ou o negativo. Esse significado somos nós quem damos, tudo depende da forma como nós encaramos cada um dos acontecimentos que surgem em nossas vidas (pensamento dele parafraseado por mim, claro!).

Lembre-se do que eu sempre falo nas minhas redes sociais: MUDE SEU FOCO, MUDE SUA VIDA! Eu não apenas acredito, como vivo essa realidade no meu dia-a-dia, e é isso que desejo para você nesse Natal: um novo foco, uma nova vida!

Love,

Carol

Carol Sales

Paulista que antes residia em Auckland (agora em período de transição), gosta de sol e mar, de chuva e aconchego, de frio e cobertor. Hoje. Talvez amanhã não goste mais.
Acredita que nada acontece por acaso e que a vida dá seu jeito, e vive numa eterna batalha entre ir pra academia, ler, escrever ou ficar de bobeira pesquisando sonhos na internet - sonhos esses que 99.9% das vezes tem a ver com definir o próximo destino.