Dicas de Los Angeles – No b****hit, só o essencial

Los Angeles Califórnia Studio Tour Warner FriendsHoje estou “celebrando” meu terceiro dia de repouso forçado. Aparentemente foi uma infecção viral que me pegou de jeito, me deixando por mais de 24h seguidas com uma febre de 39°C que não baixava por nada, sofrendo pra tomar múltiplos banhos frios e só comendo o que o Henrique me trazia (não vejo a cozinha da minha casa desde quinta-feira…).

Há mais de 48h que não saio do meu quarto. Só saí pra um delicioso chá de cadeira durante a madrugada no hospital de Auckland, onde esperei 4h pra ser atendida pelo médico pra ele me informar que perderam a primeira amostra de sangue que tiraram. Resultado: me furaram o outro braço (já que o braço inicial estava ocupado tomando soro) e tive que esperar por mais 1 hora até que o resultado saísse e eles pudessem me liberar.

Por que tô te contando isso?

Pra você não se esquecer que mesmo as situações mais desagradáveis sempre podem gerar algo produtivo!

(Hahahahahaha, não poderia JAMAIS deixar esse ‘momento coaching’ perfeito passar em vão!)

Fato é que depois de um sábado inteiro sozinha sem sair do meu quarto, posso te garantir que já esgotei todos os vídeos no Youtube que queria assistir, já li vários capítulos do meu livro (pois é, sou daquelas que não tem Netflix), e já dormi bem mais do que gostaria. Por que não me dispor a fazer algo útil então, já que finalmente a febre de uma trégua?

Pra dar uma elevada na moral, nada melhor do que relembrar momentos felizes, e concorda que rever fotos de viagens é algo delicioso de se fazer nessas horas?

Tava dando uma olhada nas minhas fotos de Los Angeles, lugar que visitei pela primeira vez em outubro do ano passado, e me deu vontade de escrever um post com algumas “dicas preciosas da Carol”. Só o essencial mesmo, sem b****hit, porque eu realmente não tenho paciência pra escrever um post enoooooooorrrrmeeeee ensinando que ônibus pegar pra ir pra tal e tal lugar, informando preços de hotéis por região, preços de museus e restaurantes… Se tiver procurando algo mais nessa linha sugiro esse post MARAVILHOSO da Mari do Ideias na Mala, que me ajudou muito a organizar minha viagem pra lá!

Nem por um segundo me passa pela cabeça fazer algo parecido. O que vou te contar aqui é o que eu acredito que seja o ESSENCIAL a saber se você vai a Los Angeles pela primeira vez e tá fuçando a internet inteira atrás de dicas simples e práticas. Look no further… Carolzinha salva!

Quanto tempo ficar em Los Angeles?

Hollywood Boulevard e suas luzes
Hollywood Boulevard e suas luzes

Minha primeira passada por Los Angeles foi hiper curta: apenas um dia e meio a caminho de um seminário em Santa Clara e, posteriormente, uns diazinhos de férias em São Francisco. Só fiz isso porque sabia que voltaria em janeiro (comprei minha passagem de Auckland para São Paulo via EUA), quando teria então uma semana pra ficar no país.

Cada pessoa gosta de viajar de um jeito, eu sei, e assumo que no início do planejamento da viagem eu estava até considerando ir de carro pra Las Vegas ou San Diego dentro desses 7 dias, mas não demorou muito até que eu desistisse da ideia. Uma semana inteirinha em Los Angeles foi pouco, teria ficado mais uns dias sem crise. Você tem ideia do tamanho daquele lugar e da quantidade de coisas que tem pra ver e fazer?

Então a dica aqui é: resista ao máximo a tentação de querer ver a Califórnia inteira em 10 dias. Se eu tivesse ficado em Los Angeles por apenas 2 ou 3 dias pra poder ir pra Las Vegas (que não fica na Califórnia, mas sim em Nevada, que é do ladinho), tenho certeza que teria me arrependido MUITO!

Onde ficar em Los Angeles?

Lugar estratégico na Sunset Boulevard
Lugar estratégico na Sunset Boulevard

Essa dica é a MAIS ESSENCIAL DE TODAS! Eu pessoalmente não acho que tenha um lugar absolutamente péssimo e outro 100% maravilhoso pra se hospedar em Los Angeles, tudo depende das atrações que você quer conhecer, do que você quer ver, e também de qual meio de transporte você pretende utilizar.

Eu e os parques de diversões... Realizando um sonho no píer de Santa Monica
Eu e os parques de diversões… Realizando um sonho no píer de Santa Monica

Se eu tivesse ido no verão, com certeza teria ficado metade do tempo em Los Angeles e a outra metade em Santa Monica, invés de ficar fazendo infindáveis bate-e-volta pra praia o tempo inteiro. Como fomos no inverno, passamos apenas um dia no litoral, então não fazia sentido trocar de hotel: fomos e voltamos no mesmo dia e foi ótimo!

Em outubro, como ficamos apenas uma noite por lá e era nossa primeira vez na cidade, tomei a decisão consciente de me hospedar em Hollywood, a alguns passos da Hollywood Boulevard. Pra quem tem pouco tempo na cidade, está sem carro (como eu e o Henrique estávamos) e quer ver o turistão do turistão, essa seria, sem dúvida, minha recomendação. Mas preste atenção: SOMENTE NESSE CASO. Entendeu bem? Só pra ter certeza que não ficou nenhuma dúvida, vou repetir: SOMENTE NESSE CASO!!!

Henrique em seu momento "turista master" em nosso primeiro dia em Los Angeles
Henrique em seu momento “turista master” em nosso primeiro dia em Los Angeles

Hollywood é um dos piores lugares que existe em Los Angeles. Uma vez que você viu como é a Calçada da Fama, tirou foto com uma estrela aqui e outra ali, viu o Dolby Theatre (onde acontece a cerimônia do Oscar), o Chinese Theatre, tirou foto com seu pé em cima da marca do pé de um artista qualquer, não tem mais nada de absolutamente interessante ali.

Aqui em casa quem faz todas as pesquisas pré-viagem, decide os hotéis, monta o roteiro, etc, sou eu (a louca alucinada das viagens), então eu já sabia exatamente o que esperar e tinha motivos sólidos pra ter decidido me hospedar ali. Já o Henrique, por mais que eu tivesse alertado, saiu de Los Angeles com uma baita má impressão da cidade, que só se desfez em janeiro, quando voltamos. Tudo culpa da pega ratão Hollywood!

Em frente ao Chinese Theatre
Em frente ao Chinese Theatre

Em janeiro, com um carro nas mãos e mais tempo pra curtir a cidade, resolvemos nos hospedar em West Hollywood. E que decisão acertada! O bairro é uma graça, a localização é excelente, fácil pra ir pra qualquer lugar; no entanto, os preços… Prepare-se para facada atrás de facada. Já estava desistindo, foi quando achei esse quarto aqui no AirBnb. O Brad é um senhor que mora sozinho, uma graça de pessoa, e aluga o quarto vago que tem na casa para turistas. Confesso que quando chegamos, o cheiro de casa fechada e empoeirada nos deixou meio em dúvida, mas no final das contas valeu super a pena! Melhor custo x benefício da viagem inteira, ainda mais considerando que ele te empresta o parking permit pra estacionar na rua em frente a casa a qualquer hora do dia, então você nem gasta com estacionamento. Como diria minha avó: “Melhor que isso, só dois disso!”

Se você não é muito exigente, tá a fim de se relacionar com os locais e faz questão de uma boa localização sem deixar um rim como forma de pagamento, considere essa a “dica de ouro da Carolzinha”.

Ponto de exclamaçãoPS: O Brad nos levou pra tomar café da manhã numa lanchonete ótima e super em conta logo que chegamos – era feriado e estava tudo fechado, sem ele teríamos demorado pra achar um lugar decente pra comer, ainda mais exaustos depois de um vôo de 10 horas… Coisas que somente um local com muita boa vontade pode fazer por você!

Como organizar o roteiro em Los Angeles?

Visita ao Griffith Park. A vista é linda, vale a pena!
Visita ao Griffith Park. A vista é linda, vale a pena!

Los Angeles é uma cidade imensa e o trânsito realmente é o caos! O melhor que você pode fazer por você mesma, pra ter maiores chances de conseguir descansar e curtir sua temporada na cidade, é planejar seus dias de forma que você dirija o menos possível – nada de ficar zigzagueando pra lá e pra cá! Você olha no Google Maps e parece perto – “Só 5 quilômetros, só mais 7, só mais 2” – e quando vê, perdeu meio dia no trânsito.

Organize seu roteiro de forma que você visite apenas uma ou duas regiões por dia e quando você voltar, tenho certeza que vai me agradecer.

Carro é essencial em Los Angeles?

De carro é muito mais fácil chegar em Venice Beach, por exemplo...
De carro é muito mais fácil chegar em Venice Beach, por exemplo…

Talvez não seja essencial, mas vai facilitar muito a sua vida. O transporte público em Los Angeles não é ruim como divulgam por aí, dá pra ir pra todo lugar e é certamente uma opção. Eu usei o metrô pra ir de Hollywood pra Downtown e foi super tranquilo.

Ainda assim, claro que os horários nem sempre são convenientes… Em outubro, quando estávamos sem carro, queríamos ir pra Universal Studios a noite e não era nada prático, os horários eram horríveis e acabamos desistindo.

Se eu fosse pra Los Angeles de novo, minha opção número 1 seria alugar um carro, mas não deixaria de ir se tivesse que depender do transporte público, entende? Dá pra se virar bem sem carro, contanto que você tenha lido e internalizado a dica número 2.

Onde comer em Los Angeles?

Farmers Market: dica essencial pra quem quer comer bem em Los Angeles
Farmers Market: dica essencial pra quem quer comer bem em Los Angeles

Em Los Angeles tem de tudo um pouco, principalmente restaurantes mexicanos. Me esbaldei na Taco Tuesday com tacos de $1 dolar de-li-ci-o-sos em um restaurante na Hollywood Boulevard, que esqueci o nome mas vou pesquisar e qualquer coisa atualizo o post. Como estávamos viajando no budget (como sempre) tomamos muito café da manhã no supermercado perto de onde estávamos – onde eles fazem lanches estilo Subway, mas com ingredientes de café da manhã, sabe? – e também jantamos várias saladas de USD4.00 que comprávamos nesse mesmo mercado.

Em restaurantes, comemos coisas gostosas que realmente valeram a pena, mas também coisas que nem valem a menção, mas no final das contas, a minha dica essencial em se tratando de comer bem em Los Angeles é: NÃO DEIXE DE VISITAR O FARMERS MARKET!

Bom, eu sou suspeita pra falar porque adoro visitar esses mercados, mas o Henrique também curtiu pra caramba, tanto que fomos duas vezes e ficamos tristes quando percebemos que já estava muito tarde e não conseguiríamos ir uma terceira vez, antes de irmos embora.

Tem muita opção e os preços são bem acessíveis (considerando que você tá em Los Angeles, lugar onde tudo é caro pra caramba).

Algumas delícias que comemos por lá:

Farmers Market Los Angeles Crise dos 30
Gumbo, comida tradicional de Louisiana, no sul dos Estados Unidos
Farmers Market Los Angeles Crise dos 30
Shrimp cobb salad – uma delícia!!!
Farmers Market Los Angeles Crise dos 30
Crepe de Nutella com banana e morango
dsc04703
Panini recheado com mussarela de búfala, prosciutto e tomate. Uma delícia!

Meu passeio imperdível em Los Angeles

Quem é Friends sabe a emoção...
Quem é Friends sabe a emoção…

Como fã de Friends que sou, eu simplesmente amei o studio tour da Warner (reservei com poucas horas de antecedência direto no site deles, só clicar aqui)! Aconselho também principalmente para fãs do Batman e Harry Potter, tem bastante coisa bacana.

Infelizmente não vi nada do The Big Bang Theory (só o estúdio pelo lado de fora mesmo) e também queria ter parado em Stars Hollow pra tirar uma foto em frente a lanchonete do Luke (quem curte Gilmore Girls sabe…), que só vi de dentro do carrinho, mas ainda assim valeu cada centavo e cada minuto. Super recomendo!!!

Disneyland: 1 ou 2 dias?

California Adventure ao escurecer - ainda mais lindo!
California Adventure ao escurecer – ainda mais lindo!

“Ah, mas a Disney da Califórnia é bem menor que a da Flórida! Dá pra VER TUDO em um dia… Dá pra fazer os dois parques sem problemas…”

Olha, não vou nem discutir aqui porque esse assunto, na minha opinião, não tem discussão: tranquilo passar apenas um dia na Disney, contanto que você faça apenas um parque.

Claro que essa é apenas a minha opinião, mas pra mim, é jogar dinheiro fora comprar o Park Hopper de um dia, pagar USD60.00 a mais POR PESSOA só pra poder dizer que visitou os dois parques, porque você só vai se estressar e correr o dia inteiro.

Na Disney de Anaheim, pelo que eu percebi, não tem essa de baixíssima temporada como tem em Orlando. De sexta, sábado e domingo na baixa temporada os parques lotam do mesmo jeito, porque é um programa de família que os locais fazem aos finais de semana, durante o ano inteiro, e não um resort de férias como o Walt Disney World em Orlando. Se você for de dia de semana até consegue burlar as filas, mas os parques abrem mais tarde e fecham super cedo. Ou seja, você se lasca de qualquer jeito.

Vai na da titia aqui: um dia pra cada parque, please. Sem desespero.

Entrada da Disneyland em Anaheim
Entrada da Disneyland em Anaheim

“Mas Carol, só tenho um dia disponível, em que parque devo ir?”

Bom, eu iria na Disneyland, já o Henrique iria no California Adventure… Essa pergunta é muito difícil de ser respondida por uma Disney freak como eu. Minha resposta será sempre a mesma: convença sua companhia de viagem a mudar o roteiro e liberar dois dias pros parques. Assim como eu fiz Crise dos 30 - Blink

Disneyland Los Angeles CalifórniaE como vocês podem ver, não há dúvidas de que ele amou!

Love,

Carol

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Carol Sales

Paulista residente em Auckland, gosta de sol e mar, de chuva e aconchego, de frio e cobertor. Hoje. Talvez amanhã não goste mais.
Acredita que nada acontece por acaso e que a vida dá seu jeito (contanto que a morte não seja o assunto da rodinha) e vive numa eterna batalha entre ir pra academia, ler, escrever ou ficar de bobeira pesquisando sonhos na internet - sonhos esses que 99.9% das vezes tem a ver com definir o próximo destino.