Disney

89° DIA: CARAMBA! JÁ FAZ DEZ ANOS!

Essa definitivamente tem sido uma semana de lindas lembranças e comemorações. Ontem comemorei seis meses desde que minha residência neozelandesa foi aprovada, e hoje faz exatamente dez anos desde que recebi o que foi talvez o e-mail mais emocionante da minha vida: o e-mail com a notícia de que eu tinha sido aprovada no processo seletivo para trabalhar na Disney. Mal dá pra acreditar que uma década já se passou

66° DIA: TODO MUNDO TEM UM DIA DAQUELES...

Domingo de sol aqui por essas bandas, um dia lindo e com uma temperatura agradável considerando que estamos ainda no inverno. Geralmente seria o suficiente pra deixar o casal aqui feliz da vida e cheios de energia! Mas hoje, infelizmente, tem sido um daqueles dias em que está difícil manter um nível aceitável de positividade e alegria. Já tá dando um aperto no peito de termos que deixar nossa casinha (o que

59° DIA: RELATOS DE UMA INQUIETA – “SAFÁRI NA ÁFRICA E A VOLTA À REALIDADE”

Após quatro semanas bem intensas e de muita descontração, chegou a hora da partida. Tive que me despedir de Cape Town quando a verdade é que eu teria ficado ali mais algumas semaninhas, sem fazer muito (ou melhor, nenhum) esforço. Eu teria que pegar dois voos até chegar ao Kapama Lodge, local onde eu ficaria minhas últimas duas noites antes de voltar pro Brasil. Fazer um safári africano nunca esteve no topo

43° DIA: RELATOS DE UMA INQUIETA - "QUANDO NADA MAIS FAZ SENTIDO"

“Eu havia participado ativamente de cada instante da criação daquela vida – então, por que sentia que nada daquilo combinava comigo?” – Liz Gilbert em Comer, Rezar, Amar Não é que eu tinha mudado. Prefiro dizer que eu comecei a voltar a mim alguns meses depois do casamento. Eu tinha o sonho de conhecer o mundo, de aprender idiomas, de morar fora por um tempo, de fazer um intercâmbio mais

41° DIA: RELATOS DE UMA INQUIETA – “TRAUMAS DA LINHA VERMELHA DO METRÔ”

Era julho de 2008 quando eu recusei a promoção para Coordenadora de Reservas da rede de hotéis, pedi demissão do meu emprego e comecei o que eu achei que seria uma nova e bela história na tal operadora de turismo oficial da Disney no Brasil. Eu estava empolgada com a oportunidade, principalmente porque sabia que iria não apenas poder usar todo o conhecimento que eu tinha sobre aquele destino turístico

35° DIA: RELATOS DE UMA INQUIETA - "O PRIMEIRO CHIFRE A GENTE NUNCA ESQUECE"

Eu sempre fiz o tipo adolescente certinha. Aluna nota A, tomei meu primeiro porre depois de “velha” (aos 23 anos) e tentei experimentar cigarro pela primeira vez mais ou menos na mesma época. Um trago foi o suficiente pra nunca mais tentar. Lembro da minha amiga dizendo: “Ai, meu, que nojo! Você babou no meu cigarro!”  Uma vez, estava indo pra escola e, quando cheguei lá, era um daqueles dias

IF YOU CAN DREAM IT, YOU CAN DO IT!

Pisciana que sou, sonho dormindo e sonho acordada. Sempre fui assim. Sempre tive um universo paralelo onde tudo era possível, tudo acontecia, onde os problemas se resolviam e eu realizava todos os meus sonhos. Confesso, também, que sempre me achei meio boba por isso. Mas que motivos eu tinha para abandonar esse hábito de dividir meu tempo entre o mundo real e esse universo, o universo da minha imaginação, se