Lembranças

28° DIA: O TEXTO QUE MAIS GOSTEI DE ESCREVER

Hoje foi o segundo dia da minha formação presencial em coaching e, mais uma vez, estou exausta! Dia cheio de aprendizado e de novidade, mas também de dúvidas e alguns medos. Por algum motivo, quando cheguei em casa esbarrei com esse texto que escrevi no dia do meu aniversário de 30 anos, o texto que mais gostei de escrever em toda a minha vida. Ler tudo isso novamente trouxe uma

25° DIA: RELATOS DE UMA INQUIETA - "O INÍCIO"

Eu sou uma pessoa normal. Tão normal quanto você. Passei 26 dos meus 30 anos de vida em São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo, onde vivi toda minha infância e adolescência e fiz algumas das minhas maiores amizades: amizades essas que resistem, até hoje, ao tempo e à distância. Até onde me lembro, eu fui uma criança tranquila, nunca fui de dar muito trabalho pros meus

21° DIA: RELATOS DE UMA INQUIETA - PREFÁCIO

“Formada em Turismo pela Universidade Metodista de São Paulo aos 21 anos, casou-se aos 23, se separou aos 25, se mudou pra Nova Zelândia aos 26, conseguiu um emprego na sua aérea de atuação aos 27, virou gerente 3 meses depois e pediu demissão no auge da carreira. Nesse momento está em sua casa, em Auckland, olhando o quintal do vizinho pela janela e tentando descobrir o que fazer da vida…” Foi assim que eu

18° DIA: ESSA SOU EU (E EU NEM SABIA...)

É incrível como algumas pessoas (geralmente aquelas que estão mais próximas de nós, mas nem sempre) conseguem nos ler de uma forma que nem a gente mesmo consegue. Embora eu tenha uma certa habilidade em expressar sentimentos através da escrita, em vários momentos as palavras me faltam. E aí vem uma frase, uma música ou o trecho de um livro que parecem que foram escritos por mim, pois é como

17° DIA: A CARTA QUE RECEBI DOS MEUS PAIS

Hoje eu estava fuçando na minha gaveta, uma daquelas gavetas onde se acha de tudo, desde remédio até passaporte, fita métrica e cartões postais, e encontrei uma carta. Uma carta que recebi há exatos 5 anos, durante uma conferência da empresa que eu trabalhava. Eu comecei a reler a carta e uma avalanche de lembranças e emoções inundaram minha mente e meu coração. Como eu poderia prever o quanto minha vida