Saúde e Energia

O que fazer pra se destacar e ser alguém bem acima da média? (APENAS UMA COISA!)

Hoje estou iniciando minha terceira semana de volta ao Brasil. Durante as primeiras duas, decidi não fazer nada. Passei a maior parte do tempo com minha família, curtindo a criançada, lendo, pesquisando coisas pelas quais me interesso ou estou começando a me interessar. De boa, na paz, sem pressa. Fiz isso na verdade seguindo o conselho do Henrique, porque eu sou uma pessoa que tenho muitos problemas (ainda) pra lidar

Promessas de fim de ano – Será que eu cumpri alguma?

Gente, faltam 66 dias pra 2016 acabar! Sabe o quanto é isso? São apenas 9 segundas-feiras. NOVE!!! Alô, alô, 2016! Onde você foi parar? Parece que foi ontem que voltei do Brasil empurrando minha malinha e sem ideia nenhuma do que seria do meu ano. Estava cheia de dúvidas, incertezas, e super insegura do que seria principalmente da minha vida profissional (se você acompanhou o Crise dos 30 e o

236° DIA (QUE ERA PRA SER O 222°): O DESAFIO CHEGA AO FIM...

Não me pergunte o motivo de eu ter relutado tanto em escrever esse post. Minha consciência não saberia responder… Tá certo que desde que cheguei em Auckland, há exatos 16 dias, a correria foi insana e eu realmente não tive muito tempo ou cuca fresca pra escrever tudo o que eu queria, do jeito que eu queria. Acontece que, a essa altura do campeonato, eu não tenho mais coragem de

122° DIA: RETOMANDO A ROTINA MATINAL

Eita, mas esse post saiu master atrasado!!! Já passou da meia-noite, mas como ainda estou sob efeito do jetlag, tô perdoada, né?  A segunda-feira chegou e eu acordei disposta a me dedicar à criação de uma nova rotina matinal: por conta das adaptações com o fuso horário (dessa vez tô sofrendo um pouquinho mais que o normal), dormi super tarde e acordei já perto das dez horas. Ainda assim, persisti

77° DIA: RELATOS DE UMA INQUIETA - “É DEPRESSÃO?”

Eu passei pelo menos três meses tentando, sozinha, me conhecer melhor. Foi nessa época que eu comecei a ler sites sobre desenvolvimento pessoal e, através do site Nômades Digitais, conheci o trabalho da Alana Trauczynski, da Juliana Garcia, do Bruno e da Larissa com o projeto Moporã e da Paula Abreu. Eu passei a ler ainda mais do que já leio normalmente, e a internet é uma mãe nessas horas:

42° DIA: QUANDO É DIFÍCIL ATÉ LEVANTAR DA CAMA

Tem dias que, mesmo depois do privilégio de 9 horas de sono profundo, a gente simplesmente acorda sem ânimo nenhum. Nadica de nada. Parece que até mesmo as coisas mais simples, como levantar e ir fazer xixi, demandam uma energia absurda; uma energia que, eu tenho certeza, não existia no meu corpo naquele momento. Acordei às 8h da manhã já totalmente desanimada, e levei mais de uma hora – isso

33° DIA: UM NOVO AMANHECER

7:40 da manhã. Eu debaixo de um lençol, dois edredons e um cobertor. Toca o despertador. Não resisti, tive que apelar pro soneca. 2 vezes. Deixei meu celular fora de alcance, na sala, pra evitar que eu não resistisse à tentação e entrasse, ainda deitada na cama, no Facebook. Esse é um hábito que odiei adquirir e que agora estou sofrendo para me livrar. Celular antes de dormir e logo

31° DIA: MÊSVERSÁRIO DO DESAFIO DOS 222 DIAS – O QUANTO É POSSÍVEL AVANÇAR EM UM MÊS?

Hoje, dia 19 de julho, faz exatamente um mês que decidi encarar o Desafio dos 222 Dias – um desafio que eu criei, por livre e espontânea vontade, pra mim mesma. Foi uma ideia que surgiu de repente e não teve muito preparo: em menos de 10 dias se transformou nesse blog, onde comecei a compartilhar um pouco das minhas dúvidas, das minhas reflexões e da minha jornada desde quando

29° DIA: VENCENDO UM OBSTÁCULO: COMO CRIAR NOVOS HÁBITOS

Hoje é sexta and I’m back, babe!!! Depois de uma semana inteira estudando feito louca pra me preparar pros primeiros dois dias de total imersão na minha certificação em coaching, decretei que hoje, sexta-feira, seria meu dia de folga. Nada de estudos, nada de obrigações. Minha mente precisava de um descanso então achei justo antecipar meu final de semana em um dia, afinal, agora posso trocar e passar o domingo

22° DIA: O MAIOR OBSTÁCULO NA MINHA MUDANÇA DE VIDA

Desde que pedi demissão do meu emprego em maio desse ano, muita coisa já aconteceu. São momentos de garra, determinação e muito otimismo, permeados por fases de tristeza, choro e uma intensa falta de energia para finalizar as coisas que me propus a fazer. Nesses dois meses, pelo menos uma coisa eu já aprendi: quando alguém resolve fazer uma mudança de estilo de vida como essa que escolhi fazer, são